Viagem à Zâmbia: uma viagem em estilo sinodal

10.jpg

Uma semana intensa, de 27 a 31 de maio, na qual puderam conhecer diferentes realidades da vida consagrada no país e expressar a atenção e a proximidade do Dicastério. Depois de terem se encontrado em Lusaka com os líderes da Acweca (Associação de Mulheres Consagradas da África Oriental e Central), da Zas (Associação de Irmandades da Zâmbia) e da ARMZ (Associação de Religiosos da Zâmbia), Irmã Carmen Ros comentou: "Conhecemos de perto a vitalidade e o compromisso que estas realidades colocam ao serviço da vida consagrada, para que esta se enraíze nos contextos em que vive".

No final do dia 27 de maio, as duas representantes do Dicastério conversaram com algumas religiosas de diversos países que frequentam o curso anual para formadores no Centro Kalundu.

De 29 a 31 de maio participaram do encontro organizado pela Conrad N. Hilton Foundation, Catholic Sister Initiative que apoia financeiramente as religiosas envolvidas no desenvolvimento humano e na promoção da paz e da justiça.

O evento, intitulado Abraçando uma visão compartilhada: impacto, aprendizagem e colaboração a serviço do bem comum, contou com a participação de Ir. Carmen Ros junto com alguns representantes dos Dicastérios da Santa Sé: o Dr. Paolo Ruffini, Prefeito do Dicastério para a Comunicação, a Ir. Alessandra Smerilli FMA, Secretária do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral e Ir. Nathalie Becquart, Subsecretária do Sínodo dos Bispos.

"A Igreja, e a vida consagrada dentro dela, sempre se mediu com a idade moderna, com os processos culturais da época e isso exigiu abertura de pensamento, leitura da fé, reelaboração teológica e atenção canônica, num diálogo contínuo com consagrados e consagradas para acolher o que o Espírito sugere e faz", sublinhou Irmã Carmen Ros, convidada a falar sobre o papel do Dicastério em favor da vida consagrada. "O Dicastério está presente na Igreja para ser instrumento da proximidade de Deus no nosso caminho de consagração". Por isso, "cada mulher consagrada pode sentir-se acompanhada no seguimento de Cristo, nas alegrias e nas dificuldades que este seguimento pode acarreta nas diversas culturas do mundo de hoje".

À Dra. Leggio coube a tarefa de apresentar os projetos realizados pelo Dicastério com o apoio da CNHF: o curso de formação Studium, aberto a consagrados e consagradas de língua inglesa e espanhola; a reflexão junto com algumas Conferências de Superiores Maiores sobre como enfrentar os desafios colocados aos Institutos em situações de fragilidade e o caminho sinodal com consagrados e consagradas de todo o mundo, sobre o tema da reconciliação intitulado Peregrinos de esperança no caminho da paz.

Antes da partida, um último encontro com o Presidente da COSMAM/COMSAM, (Confederação das Conferências de Superiores Maiores de África e Madagáscar) para partilhar o desafio de viver a diversidade como riqueza e de formar homens e mulheres capazes de assumir a vocação como um dom e um serviço à Igreja e ao mundo inteiro.

 

07 junho 2024